Carta do 17° Congresso Estadual da União da Juventude Socialista

Nos dias 01 a 03 de maio, na cidade de Jundiaí a UJS reunida em seu 17°Congresso Estadual vem debater suas principais bandeiras de luta da entidade deste novo período

 

A UJS, no ano em que completa seu 30° aniversário, vem com alegria, ousadia e rebeldia, dispor a sua militância para colocar São Paulo no rumo dos avanços do Brasil.

Nos últimos 12 anos, com a chegada do campo democrático popular ao governo federal, o Brasil vive um importante ciclo mudanças, fruto da luta dos movimentos sociais, que souberam aproveitar esse momento histórico e conquistar  avanços significativos para a vida do povo brasileiro, como a elevação da renda e a efetivação dos direitos sociais.  A juventude não ficou fora desses avanços, conquistando a ampliação do acesso à universidade, a expansão das escolas técnicas e a aprovação do estatuto da juventude.

Mas se é verdade que o Brasil avança, infelizmente também é verdade que São Paulo está fora da rota das mudanças do nosso país.  Os tucanos estão à frente do governo de São Paulo há 20 anos, e todos os dias fazem um desserviço ao desenvolvimento do nosso Estado e a vida do povo paulista.

A educação está sucateada, tendo o Estado mais rico da federação índices vergonhosos de qualidade, onde faltam professores e estrutura adequada, fazendo da escola um ambiente que não apresenta perspectivas de futuro para a juventude.  O ensino superior paulista se apresenta segregador, excludente e anti-democrático, não garantindo o acesso a todas as parcelas sociais da juventude. As faculdades de tecnologia encontram-se abandonadas e nem de longe o que vemos na tv sobre a Fatec representa a Fatec na realidade.

Politica pública de juventude para o governo do Estado é o cassetete da polícia. A polícia militar, resquício da ditadura, extermina a juventude negra e de periferia e reprime os moimentos sociais.

É por esses e outros motivos que é necessário interromper o projeto atrasado que vivemos em São Paulo.  É com muita determinação que iremos conquistar um Estado mais inclusivo e democrático, que represente os anseios do povo e da juventude paulista, colocando São Paulo no rumo dos avanços do Brasil.

Para desenvolver São Paulo para o tamanho dos nossos sonhos, é necessária uma plataforma política que dialogue com as demandas do povo e da juventude.  É necessário um plano de desenvolvimento e integração que coloque as riquezas produzidas em nosso Estado, que é o mais importante do Brasil, a serviço do desenvolvimento social do povo paulista, criando cada vez mais vagas de emprego para juventude.  É preciso encarar de frente os problemas do transporte de da mobilidade urbana, invertendo a lógica hoje  presente de transporte individual e investindo radicalmente no transporte coletivo para ampliar a malha metro-ferroviária e estendê-la para a periferia e o interior do Estado.

No âmbito da educação, pautar a reforma do ensino médio paulista é garantir uma nova perspectiva para a juventude.  È necessária um amplo investimento em infra estrutura física e tecnológica e acabar com a aprovação automática, para além disso fomentar  um ambiente de aprendizagem democrático e emancipador, de protagonismo juvenil, com eleições diretas para diretor e participação nos conselhos escolares.  A universidade paulista precisa ser popularizada, instituindo a reserva de 50% das vagas para os estudantes de escola pública, ampliando e interiorizando a universidade estadual, adotando o ENEM como forma de ingresso nas estaduais paulistas, ampliando a assistência estudantil e a estendendo para as universidades privadas. As FATECs e ETECs necessitam radicalmente ter os investimentos ampliados para contribuir no desenvolvimento tecnológico paulista e nas universidades privadas é necessária a criação de linha de fomento de pesquisa, para garantir o acesso a esses estudantes a ensino, pesquisa e extensão.

Com relação à saúde, é necessário abrir o debate das drogas e sexualidade nas escolas e nos espaços de juventude e encará-lo como uma questão de saúde pública. A questão do aborto também não é diferente. É necessária a descriminalização do aborto assim como assegurar no hospital público a oferta de aborto seguro nos termos da lei.

As politicas públicas de juventude são primordiais para o desenvolvimento juvenil. Para isso é necessário a Criação da Secretaria Estadual de Juventude, assim como a construção do Plano Estadual de Juventude e a reformulação do Conselho Estadual. A luta pela não redução da maioridade penal, que visa encarcerar a juventude deve estar na ordem do dia das politicas públicas. É preciso também termos também programas estaduais que resolvam o problema da inclusão dos jovens de forma digna ao mundo do trabalho.

O problema do genocídio da juventude negra é emblemático em São Paulo, e a polícia militar é grandemente responsável por elevar o numero de jovens que tem suas vidas ceifadas todos os dias nas periferias. Precisamos de outra policia, de caráter comunitário, que não criminalize e reprima a juventude e os movimentos sociais.

É necessário pensar e construir uma vida cultural em nosso estado que não seja pautada pela lógica dos eventos, aderindo aos programas de cultura do governo federal, reformulando o Conselho estadual de cultura, para torna-lo mais democrático, Apoio ao jovem produtor cultural e a criação de pontos de cultura estadual.

Para que isso tudo seja conquistado, nós da União da Juventude Socialista temos a certeza de que precisamos derrotar os tucanos no Estado de São Paulo nas ruas e nas urnas, por isso vamos construir junto com Padilha e o campo democrático popular uma plataforma eleitoral  que transforme o nosso Estado.

A UJS nesses 30 anos sempre esteve do povo e da juventude por mais avanços e direitos. Seguiremos nas ruas para amar e mudar São Paulo!

 

Jundiaí, 03 de maio de dois mil e quatorze

 

Fonte: Blog Nossa Cara SP

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s